Perineo - Cursos - Formação - Capacitação
 

Reservas e inscrições
:: cursos@perineo.net :: (48) 99635-8513 ::

Cursos de Formação e Capacitação


Neopompoarismo®: habilitação
A sexualidade é parte integral da saúde do ser humano, e vem sendo valorizada como ponto fundamental da qualidade de vida. Melhorar o desempenho sexual significa melhorar a qualidade de vida do indivíduo, do casal, da família.

Neste contexto vem aumentando a procura pelos serviços de fisioterapia pélvica por pacientes que almejam unicamente melhorar a funcionalidade de seu assoalho pélvico, incrementando assim a função sexual, mesmo na ausência de doenças locais.

Para tanto este curso capacita o fisioterapeuta pélvico a atender mulheres lançando mão do Método Neompompoarismo® de potencialização da função sexual, a partir de protocolos avançados de treinamento funcional da musculatura do assoalho pélvico, abdominais e quadrís, por meio de manobras sexuais baseadas na revisão e atualização científica dos antigos movimentos vaginais do pompoarismo tailandês.


Abordagem funcional das Disfunções Sexuais Femininas: capacitação
A resposta sexual depende de um aumento da sensibilidade genital. Este aumento depende de uma hiperatividade muscular fisiológica durante a fase de excitação. Isso mesmo! vem se evidenciando que as disfunções sexuais advêm de disfunções musculares, motivo pelo qual medicamentos ou cirurgias não são o caminho.

Problemas funcionais, relacionados ao movimento, necessitam de fisioterapia: a falha dos mm. superficiais prejudica a sensibilidade clitoridiana, enquanto a falha mm. levantadores diminui a pressão interna durante o intercurso.

Este curso, atualizado anualmente, apresenta o novíssimo algoritmo de avaliação funcional da resposta sexual feminina, baseado em evidência, com enfoque nos testes funcionais para a musculatura superficial ou clitoridiana (bulbocavernoso e isquiocavernosos) e para a musculatura profunda (levantadores do ânus). Avaliação funcional, diagnóstico funcional, plano de tratamento e técnicas fisioterápicas para disfunções do desejo sexual, excitação sexual e orgasmo feminino.


Abordagem funcional das Disfunções Sexuais Masculinas: capacitação
A fisiologia da ereção, até pouco tempo, era um fenômeno quase desconhecido do ponto de vista funcional. Hoje sabemos que ela é causada por uma combinação de fenômenos vasculares, neurológicos e músculo-esqueléticos, havendo destaque para este último no tocante à manutenção da ereção rígida (máxima).
A falha dos músculos superficiais (bulbocavernoso e isquiocavernosos) causa, respectivamente, falha no início da ereção e baixa potência ejaculatória, enquanto a falha nos isquicavernosos impede a ereção rígida (completa). Por outro lado, a hiperativadade destes músculos culmina em hipersensibilidade local e, portanto, ejaculação precoce.

Este curso, atualizado anualmente, fornece as bases funcionais para avaliação, diagnóstico funcional, plano de tratamento e técnicas fisioterápicas para o tratamento da disfunção erétil e a ejaculação precoce.


Disfunções Urinárias: nova abordagem funcional capacitação
A classificação das incontinências urinárias de acordo com os sintomas (perda ao esforço e/ou urgência) é falha quando, por exemplo, uma paciente perde urina durante o esfoços porque teve uma contração desinibida do detrusor. Por este e outros motivos esta classificação está em revisão, e deve cair em desuso nos próximos anos.

Por outro lado o fisioterapeuta, de acordo com a CIF, é capaz de classificar as disfunções urinárias (retenções ou incontinências) funcionalmente, investigando 1) qual estrutura está funcionando mal e 2) que tipo de problema funcional acometeu esta estrutura (força, potência, endurance, coordenação, atividade automática). Assim, um diagnóstico funcional claro e preciso permite um tratamento mais específico e personalizado ao caso de cada paciente, otimizando resultados, tempo e recursos.

Este curso, atualizado anualmente, fornece a nova classificação funcional das disfunções urinárias, por estrutura e função, permitindo a avaliação, diagnóstico funcional, plano de tratamento e tratamento destas disfunções de acordo com os mais modernos protocolos baseados em evidência disponíveis internacionalmente.


Anatomia funcional 3D: Palpação Intracavitária: capacitação
Desde 2006 a anatomia do assoalho pélvico vem sendo reformulada. Foi demonstrado [evidência A] que o m. pubococcígeo e o m. transverso profundo do períneo não existem. Por outro lado, o assoalho pélvico é formado, em grande parte, por músculos que se inserem nas próprias vísceras, criando uma cinesiologia única na natureza.

Ainda, tem sido demonstrado que as relações entre o m. piriforme e os levantadores do ânus são bastante íntimas, pois ambos se relacionam com o m. obturador interno. Disfunções do piriforme estão relacionadas a disfunções nos levantadores (causando disfunções do assoalho pélvico). Todos estes músculos são passíveis de serem reconhecidos durante a palpação intracavitária vaginal ou anorretal.

Reconhecer internamente cada uma destas estruturas é fundamental para que o fisioterapeuta pélvico possa diagnosticar corretamente e traçar um plano de treinamento funcional objetivo e preciso. Sendo assim, este curso fornecerá as bases teóricas e práticas para o reconhecimento por via palpatória do arco tendíneo dos levantadores do ânus, mm. obturadores internos, mm. piriformes, m. pubovaginal e m. puboperineal, m. puborretal e mm. iliococcígeos, correlacionando os achados semiológicos com a prática clínica nas diversas disfunções do assoalho pélvico.


Bases Funcionais da Fisioterapia Pélvica: formação
Hoje a ciência reconhece que problemas como incontinências urinárias, incontinências anorretais, disfunções sexuais femininas e masculinas diversas e prolapsos genitais são causados por problemas funcionais, relacionados ao mau funcionamento da musculatura do assoalho pélvico. Neste contexto a fisioterapia pélvica emerge como especialidade de ponta no campo das ciências da saúde, sendo imediatamente valorizada pela população, imprensa, organizações em geral e até mesmo operadoras de plano de saúde.

O presente curso, voltado a estudantes dos últimos semestres do curso de fisioterapia ou fisioterapeutas gerais ou de outras especialidades, apresenta as bases funcionais da fisioterapia pélvica na avaliação e tratamento dos distúrbios cinesiológico-funcionais do assoalho pélvico e adjacências, relacionados a etiologia de disfunções urinárias, anorretais e sexuais em mulheres, homens e crianças.


Reservas e inscrições
:: cursos@perineo.net :: (48) 99635-8513 ::